decorando um pouco mais

Aproveitando a vibe do outro post, resolvi fazer um mais curtinho mostrando mais exemplos de como renovar a decoração com pouca grana. É só ter um pouco de disposição!

A reforma dessa cadeira eu não fotografei, mas foi no mesmo esquema da mesa. Ela tava bem acabadinha e sem o tampo.  Lixei, pintei e comprei esse tecido amor que era uma variação cromática daquele floral que usei na parede.

Outra ideia pra decoração é usar itens que as vezes são feitos pra um determinado uso, mas que ficam bem legais se utilizados de outra forma.

Aqui eu usei um carrinho de compras vintage pra guardar meus livros e revistas. Foi relativamente barato e deu ao meu quarto exatamente o tom que eu quero.

Pra quem quiser arriscar um pouco mais, fica a dica. Vale a pena ir a lojas que tem produtos pra casa bem variados. Quem sabe não encontra boas surpresas por lá.

Cansei de ser monotemática

Agora que voltei de Buenos Aires, vou tentar continuar escrevendo de vez em quando aqui e não necessariamente escrever só sobre as coisas de lá.

Desde antes de viajar eu estava com um projeto de reformar uma mesa pro meu quarto e essas minhas férias forçadas me fizeram finalmente terminar. Achei bem linds o resultado e resolvi colocar aqui um humilde aspirante a tutorial.

Decoração é algo que realmente me inspira, e tô tentando ser um pouco menos preguiçosa pra arrumar alguns detalhezinhos do meu quarto que já deixam ele com uma onda mais minha cara hahahaha. Comecei com a parede de flores, que já deu toda uma bossa, mas tava precisando de algo mais que combinasse com essa vibe romântica/vintage.

A mesa foi comprada numa loja de móveis usados e já estava bem gasta, a pobrezinha.  Precisava de sérios ajustes pra ficar simpática-apresentável.

Fiz um reparo bem meia-boca,  coisa rápida e nada muito profissional, o que mataria do coração qualquer entendido do assunto. Mas, enfim, eu achei que o produto final ficou bem legal, então é o que vale (:

Antes do primeiro passo, vou dizer os materiais que usei.

1.Trinchas

2.Pincel para detalhes

3. Lixa para madeira

4.Black Solda

5.Espátula

6.Esmalte sintético branco

7.Esmalte sintético rosa lindo ❤

8.Pano limpo

9.Caneta Posca

Nessa primeira etapa, o que eu fiz foi corrigir as imperfeições passando a black solda com a espátula nos locais avariados. A gaveta tava com um buraco enorme e eu tive que tapar com black solda, paciência e muito amor. Acho que foi a parte mais demorada e chatinha.

Depois que a black solda estava bem nivelada ( fiz isso repetindo a tarefa lixar/aplicar a massa plástica várias vezes), foi a hora de lixar toda a superfície da mesa para deixar o resto da madeira uniforme. Terminado o  trabalho braçal, utilizei um pano limpo e levemente úmido pra retirar o pó.

A segunda etapa é bem simples, só um pouco repetitiva. Para poder pintar da cor que eu queria, por ser uma tonalidade clara, eu tive que dar uma camada de cobertura no móvel pra que ele pegasse bem a cor final. Usei o esmalte sintético branco e as trinchas e pinceis para terminar essa parte. Uma demão só não é suficiente, então o ideal é pintar, esperar secar totalmente e pintar novamente até cobrir bem o marrom da mesa.

Depois dessa fase, a parte mais difícil passou quase toda 😛 O terceiro passo é repetir a mesma técnica da pintura da tinta branca, mas agora com a cor escolhida. No meu caso, foi o rosa e ficou lindão.

Depois de instalar a mesa no seu lugarzinho cativo, fazendo companhia à galocha, ao pinguim, à caneca florida e ao mocinho de Gangam Style, quis dar um charminho e desenhei corações no puxador com a caneta posca (:

Listo! Quem se arrisca a fazer isso em casa?

#11 o DNI

Muita gente, quando viaja pra Argentina, já vai com planos de ficar além dos 3 meses concedidos pelo visto de turista e/ou também tem a intenção de conseguir trabalho por lá.

Por sermos brasileiros, são conferidas algumas facilidades para viajar a BUE por causa do Mercosul. Ainda assim, passado os 3 meses, se o visto não for renovado, você é considerado ilegal no país.

Pras pessoas que pretendem ficar mais tempo, o ideal é correr atrás de tirar logo o DNI, a cédula de Identidade argentina. Como é um processo bastante burocrático, o que eu indico é começar a resolver tudo assim que botar os pés nas terras portenhas.

Os passos para conseguir o DNI são

1. Marcar um turno no site do Registro Nacional de Reincidencia, para conseguir tirar os antecedentes criminais argentinos. Essa etapa é simples. Escolhe uma data e horário no site e comparece à sede escolhida no dia, com o passaporte e copia. Lá existe uma taxa que deve ser paga e que varia com o prazo de entrega do documento. A vibe é que quanto maior o desespero por esse documento, mais você tem que pagar. Então faz logo isso, paga pouco e espera a burocracia seguir seu curso natural. Chegado o prazo que eles derem, o documento pode ser acessado online.

2.Com o número dos antecedentes em mãos, você já pode marcar o turno pra tirar o DNI no site. No dia marcado, você tem que levar documentos que você ainda não tem, se tiver seguindo esses passos (ops :X). Mas é que geralmente a data do DNI demora uma vida pra chegar, então marca o quanto antes, para agilizar o processo e resolve o resto enquanto não chega a data.

3. Marcada a data do DNI, você ainda precisa do comprovante de residência na Argentina para levar no dia do turno. A forma mais fácil de fazer isso, se você não tiver correspondências em seu nome, é indo na delegacia mais próxima da sua casa e pagando uma singela taxa de 10 pesos. O mocinho policial vai na sua casa em até 48h – é o que eles dizem, pelo menos – e lhe entrega o comprovante.

4. Esse último passo pode ser feito de duas formas. A primeira seria com o tópico 4 estando acima de todos os outros e você resolvendo tudo antes de viajar. O último documento faltante para o dia de dar entrada no DNI é o de antecedentes criminais do Brasil. Isso pode ser resolvido antes da viagem, deixando menos uma preocupação na cabeça. Mas pra quem já está na Argentina e deu mole pra caramba, tremendo vacilão, a solução é quase bem simples também. Os antecedentes podem ser tirados no portal da Polícia Federal e autenticados no consulado do Brasil na Argentina.

5.Completadas todas as fases, parabéns! Você quase venceu toda a chatice burocrática. Agora é esperar até o dia de tirar o DNI, comendo medialunas com doce de leite e se preparando psicologicamente para uma fila não muito modesta que lhe espera!

Versão de como estender o visto por mais 3 meses para subversivos

1.Entre no site do BUQUEBUS e compre uma passagem para Colônia del Sacramento , Uruguai.

2.Pague alguns 400 pesos, em média, viaje, renove seu visto e divirta-se (:

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 8 outros seguidores

quem?


Rayanne Andrade, publicitária, 24 anos, recifense.


Rhanna Andrade, designer gráfico, 21 anos, recifense :}